sexta-feira, 9 de junho de 2017

Porquê a mim?

- "Porquê eu? Porquê a mim?

Esta é provavelmente a frase que mais se diz quando alguma coisa dá errado na vida:
- "porquê a mim que sou tão boa pessoa",
- "porquê a mim que tento sempre dar o meu melhor",
- "porquê a mim com tanta gente que há no mundo".

E se eu disser que estás a ver a vida pelo lado errado? Sejamos sinceros, porque é que não devia acontecer? Porque é que só as outras pessoas no mundo "merecem" coisas más? Porque é que se existe tanta gente a passar por adversidades na vida, o mesmo não pode acontecer contigo? Porque é que és diferente e devias escapar ilesa à (i)lógica do universo?

Quando alguma coisa má acontece tens duas opções, tornar-te uma vitima da tua vida e dizer "porquê a mim?", chorar, barafustar, maldizer o mundo e tudo mais ou arregaçar as mangas e dizer "ok, a situação é má mas o que é que eu posso fazer para a resolver?" e ir à luta.
A situação é exactamente a mesma, a diferença é o papel que tu decides ter nela, se tu te queres encarar como vitima ou apenas como uma pessoa a quem coisas más acontecem e temos que lidar com elas e bola para a frente.

Não podes apenas agarrar-te às coisas más, não podes apenas ver o lado mau da vida, e as coisas boas que te acontecem? Não merecem o teu olhar? Sim, eu sei que é mais fácil fazer o papel de coitadinha e deixar que a corrente da vida te arraste mas sabes essa não é a tua única opção?
 Tu não precisas que a vida te arraste, tu podes levantar-te e decidir caminhar com os teus próprios pés, tu podes ver as coisas más apenas como coisas más e não como o fim da tua vida, tu podes passar a olhar para a tua vida como um todo e ver que paralelamente às coisas más existem coisas boas, só depende do ângulo pelo qual escolhes olhar para a tua vida.

Então de que lado preferes estar?
Preferes ser vitima da tua vida com os "porquê a mim?" ou encarar a vida pronta para qualquer luta com um "Porque não a mim?".

Sem comentários:

Enviar um comentário