quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Deixa ir...

Às vezes é preciso abrir as gavetas da vida e fazer uma limpeza no que por lá anda,
às vezes precisamos de deitar fora algumas mágoas, algumas histórias, algum passado,
às vezes precisamos abrir mão daquela pessoa que em tempos foi tão especial mas que com o tempo se tornou tóxica e só nos faz mal.
Às vezes precisamos de ter a coragem de parar, reviver emoções, determinar motivos, arranjar forças e deitar fora tudo o que está a mais, tudo o que apenas ocupa espaço, tudo o que já não nos traz nada de bom.

Para quê guardar aquela conversa cheia de mágoa que tivemos com alguém em determinado momento da nossa vida?
Para quê ficar a remoer aquela situação que já aconteceu há tanto tempo?
Porquê conservar uma amizade que já não nos acrescenta nada e que pelo contrário só nos faz mal?

Senta-te, relaxa e abre as tuas gavetas.
Olha bem lá para dentro e vê tudo o que podes tirar, tudo o que te faz mal, tudo o que te causa tristeza, tudo o que não traz nada de positivo à tua vida.
E não me venhas dizer que é difícil, difícil é subir o Evereste e mesmo assim há quem o faça, então deixa as desculpas de lado e vamos lá.
Primeiro começa a mandar embora as mágoas, as desilusões, as dores, não precisas de esquecer nada, apenas de perdoar, perdoar as pessoas, os momentos, perdoar-te até a ti se for caso disso.
Perdoa para ti e em ti, as coisas já aconteceram e já não as podes mudar então não vale a pena ficares a remoer a situação, aconteceu, passou, perdoa e deita fora. Aprendeste com isso, mudaste com isso mas já foi, está na hora de deixar o passado lá atrás.
Depois de teres deitado fora a dor, a mágoa, as desilusões, procura as situações ou as pessoas que não te trazem nada de positivo mas que continuam a fazer parte da tua vida.
Aquele café onde vais tem um empregado que te faz ficar irritada? Muda de café, porque é que te sujeitas a isso? Há milhares de cafés na cidade e aposto que provavelmente existe um outro quase ao lado daquele onde vais.
A tua antiga amiga transformou-se numa víbora amarga que só sabe destilar veneno e não te revés nas suas atitudes? Afasta-te. Não tens que levar com o veneno de ninguém só porque um dia aquela pessoa foi alguém de quem gostaste muito, a única pessoa a quem deves alguma coisa é a ti mesma, portanto corta os laços que tiveres de cortar, ninguém precisa de energia negativa vinda de "amigos", não foi para isso que eles foram "inventados".

Arruma as tuas gavetas, vê onde erraste e o que podes melhorar no futuro, deixa sair as coisas más e guarda as coisas boas.
A vida é curta demais para ficares a remoer o que já foi e a guardar o que não interessa.

Liberta-te!


4 comentários:

  1. então, tens mais uma serie para meter na lista, eheh
    beijinhos, http://dilostmoon.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não sei é como a encaixar na grelha, que tenho umas 20 em lista de espera. ahahah

      Eliminar