sexta-feira, 26 de junho de 2015

Acredita

Pára...
Pára de dizer que não és capaz,
Pára de dizer que não vais conseguir,
Pára de dizer que o mundo conspira contra ti..
A única culpada da situação onde estás hoje és tu, por isso pára de utilizar o mundo como desculpa para os teus falhanços..

Talvez te tenham acontecido coisas más no passado com as quais não soubeste lidar, coisas de que não tiveste culpa.
Talvez tenhas tido uma mãe que não sabia demonstrar amor ou um tio que abusou de ti e claro que nada disto é culpa tua, mas e por muito que te custe acreditar isto já passou,  não podes voltar atrás para mudar a história e por isso está na altura de perdoares.
Sim, perdoares, quando perdoas não estás a desculpabilizar a situação, estás sim a livrar-te do peso que carregas, tens que perceber que a culpa não foi tua e que enquanto carregares a raiva e a amargura que isso te causa, vais continuar a dar poder aos agressores, vão continuar a ser eles a comandar a tua vida. Está na altura de respirares fundo e deixares ir todo o sofrimento que isso te causou, na altura não podias fazer nada mas agora podes, na altura magoarem-te e não foi culpa tua, mas é culpa tua deixares que essas memórias continuem a comandar a tua vida.
És tu e só tu que pode mudar isso, então porque não mudas?

Porque continuas a dizer que não consegues vencer na vida?
Porque continuas a acreditar que mereces menos do que na realidade mereces?
Porque continuas a deixar que o medo domine a tua vida e te impença de realizar os teus sonhos?

Toda a gente cai, toda a gente falha. Até a pessoa mais bem sucedida do mundo já falhou, já errou, já caiu, a diferença entre tu e ela, é que ela seguiu em frente, aprendeu com a falha e tentou de novo, as vezes que foram precisas até vencer.
Então porque continuas tu sentada no chão a dizer que não és capaz e que o mundo é injusto contigo?

Porque não deixas de te queixar e vais à luta?
Tu podes, tu consegues basta quereres, basta acreditares, basta agires.

Olha para o espelho e começa a despir as camadas de dor que te foram consumindo durante estes anos, deixa-as ir, uma de cada vez.
Olha para ti e vê que apesar de tudo sobreviveste e que só estás no chão porque te recusas a levantar e a lutar pela vida.

Hoje é o dia de acreditares, faz a lista de todos os teus sonhos, por mais irreais que eles possam parecer, talvez não os consigas realizar hoje, amanhã, no próximo ano mas o segredo é acreditar, é ir à luta, é dar "a cara a tapa" à vida e mostrar que aconteça o que acontecer quem comanda a tua vida és tu e ninguém tem o poder de te fazer desistir.

As pessoas só te podem influenciar se tu deixares, talvez uma ou outra te vá magoar sem que nada o fizesse prever, mas é a forma como lidas com isso que determinará o que vem a seguir.

Todos os falhanços ajudam a tornar o sucesso ainda mais saboroso, então reune os pedaços de ti que deixaste espalhados por ai ao longo dos anos, respira fundo, perdoa o que houver a perdoar, ama-te acima de tudo e de qualquer coisa e vai à luta.

Tu consegues, só precisas de acreditar!


1 comentário:

  1. Boa tarde

    Cara Armanda, ainda que já conhece-se esta transição de "Pensando e falando" para "O meu mundo aleatório", no entanto confesso que há muito que aqui não vinha.

    E agora que aqui vim, dou logo de caras com este excelente texto "Acredita", inclusive algo que segundo recordo tenho como comum na Armanda e suas respectivas publicações aqui no Blogger e presentemente neste seu "O meu mundo aleatório" em concreto.

    Pelo que devo agradecer esta sua excelência, tendo por inerência de lamentar que, salvo modestamente agora eu, de resto ninguém mais dê uma participação activa via comentário, nem que seja a contestar a sua inerente excelência.

    Que salvo a imodéstia da minha apreciação, creio eu que isso se deve a que as pessoas se dão cada vez menos a leituras mais profundas ou pelo menos um tanto mais extensas que um mero e sucinto Twiter, SMS e/ou afins.

    Mas ao menos por mim, que não só me vou dando a leituras e/ou a reflexões um tanto mais profundas ou pelo menos algo mais extensas que um mero Twiter ou SMS e afins, sem natural prejuízo das virtudes destes últimos, e logo por respectiva inerência tendo a escrever coisas senão substancialmente muito profundas e/ou interessantes, pelo menos relativamente algo extensas, desde logo de todo mais extensas que um Twiter, um SMS, etc., como por exemplo o meu último texto próprio sob titulo: "Complemantaridade: Blogger/Facebook", enquanto texto que publiquei hoje mesmo (12-08-2015) no meu inerente Blogue "Curiosidades (Reveladoras)" e que salvo a imodéstia creio ser um texto conclusiva e complementarmente compatível com este "Acredita" da Armanda.

    De entre o que se acaso perdoe-se-me os maiores inconvenientes da minha parte, com conclusiva gratidão por esta existência virtual e no Blogger em concreto por parte da, salvo a imodéstia e/ou ousadia, minha cara amiga Armanda Barbosa.

    Bem haja

    VB

    ResponderEliminar