domingo, 19 de abril de 2015

Eu sei...

Eu sei que fui eu que te pedi que partisses, que fosses sem olhar para trás e que nunca voltasses...
Eu sei que fui eu que fechei a porta, que gritei que não queria mais, que disse estar farta de mentiras e de promessas vazias,
Eu sei que fui eu que jurei não perdoar mais nenhuma desilusão, e que manteria o meu coração intacto e longe de ti...
Eu sei que fui eu que me cansei dos teus jogos sórdidos e das tuas manipulações constantes...

E eu sei que estou melhor sem ti, longe de um amor que a vida já me provou que nunca daria certo, que em jeito de matemática se revelou uma equação impossível e um numero longe de ser perfeito.
Eu sei que a mudança não existe e que seria sempre mais do mesmo...

Mas hoje eu sei que tenho saudades, que a dor no peito me consome, que a vontade de ceder e voltar atrás é maior do que a lucidez e a razão.
Eu sei que só me apetece mandar uma mensagem, mandar a lógica para o espaço e cometer de novo o mesmo erro, aquele erro repetido vezes infinitas e que eu sei que acaba sempre da mesma forma...
Eu sei que o meu sorriso é mais bonito quando tu sorris comigo, que o meu coração bate mais depressa quando me apertas nos teus braços, que os meus olhos brilham mais quando olho para ti...
Eu sei que por mais que eu tente calar tudo o que sinto, há sempre dias em que não consigo...
E eu sei que te queria por perto mais uma vez e que me perderia nos teus braços sem pensar duas vezes...

Mas eu sei que não vou fazer nada, que não vou abrir a porta, não vou mandar mensagem, não vou gritar para que voltes na esperança de que oiças.
Eu sei que vou ficar quieta no meu canto, esperando a saudade passar, a máscara voltar e a solidão ir embora..

Eu sei que o amor não chega, que por mais que amemos às vezes o melhor é fingir que não amamos e que por vezes apenas podemos seguir em frente, mesmo quando a vontade é correr de volta ao passado e por lá morar infinitamente...

Eu sei, sei tudo, eu sei sempre tudo...
E hoje sei que tudo o que eu sei, é que tenho saudades tuas!

1 comentário:

  1. Boa tarde verdinha...revejo-me tanto no que escreves! Continua a faze-lo como há tantas anos o fazes.beijinho

    ResponderEliminar