terça-feira, 13 de maio de 2014

Meu querido F...

Intro: 
Enquanto apagava alguns post's no blog antigo, cheguei à conclusão que não queria apagar os meus "segredos", porque foram uma parte de mim em algum momento da minha vida e porque sei que serão parte de alguém em algum momento da vida deles.. Para que percebam que não estão sozinhos neste mundo louco do amor...

F... meu querido F.. meu eterno F...
Eu afasto-me, procuro outros braços, convenço-me de que acabou mas o mundo teima em levar-me de volta a ti.. é sempre assim.. eu afasto-me e tu procuras-me com palavras bonitas, com atitudes que me deixam saudades, com frases que fazem o meu coração bater mais rápido.. e eu sorrio, sonho e deixo-me envolver mesmo sabendo que é tudo temporário, que a nossa sintonia perfeita só dura o tempo que tu quiseres que dure, que para mim é amor mas que para ti são momentos..
Adoro adormecer ou acordar a meio da noite sabendo que o telemóvel tocou com uma mensagem tua, adoro a sensação de que estás a pensar em mim... mas não dói quando a mensagem não chega, quando trocas as palavras pelo silêncio, não dói porque não te vejo há algum tempo, mas agora que falas em voltarmos a estar perto, dá-me um aperto no peito, eu quero, eu sempre quero mas eu sei que depois tu vais embora e o muro que hoje existe a proteger o meu coração vai cair, que o silêncio vai voltar a magoar, que a distância vai voltar a ser insuportável, que as lágrimas vão voltar a cair quando tu não mandares mensagem de boa noite..
Tu foste, és e eu sei que serás sempre o homem da minha vida, eu sei que um sorriso teu terá sempre a capacidade de me fazer sonhar, que o teu toque sempre me fará tremer, que o teu abraço será sempre a solução para todos os meus dramas... mas eu também sei que tu nunca serás meu e mesmo assim, mesmo sabendo que vou chorar, que vou cair, que vou sofrer, mesmo assim eu anseio pelo dia em que me vou voltar a perder nos teus braços...
Juro que continuo a viver a minha vida, juro que não deixo este amor louco condicionar-me as atitudes, juro que na minha cabeça te coloco como amigo, juro que não é culpa minha mas o meu coração trai-me sempre, cá dentro tu continuas a ser o que sempre foste, o único que dá sentido à palavra amor... 5 anos e meio =')
E todos os outros que possam existir se resumem a nada quando tu me pedes para estar perto outra vez...

9 de Abril de 2009


Sem comentários:

Enviar um comentário