sexta-feira, 25 de abril de 2014

Saudades...

Tenho saudades de acreditar em tudo o que dizias,
de sonhar alto contigo e fazer planos a sério,
de acreditar profundamente que os iríamos realizar, que as coisas se tornariam realidade...
Outras idades, outros tempos...

Agora dou por mim a rir à gargalhada com as coisas que dizemos, que planeamos, que "sonhamos", não consigo evitar, é o saber que nada se tornará real, que as palavras trocadas não passam disso mesmo, de palavras, que a probabilidade de as coisas que dizemos serem ditas a outras pessoas é enorme, é o saber que eu e tu somos uma equação impossível.

E mesmo assim vamos levando, vamos sorrindo, brincando e até sonhando, sonhos irreais, que nunca iremos realizar mas que fazem bem sonhar.
Desejo-te o mundo, mesmo que seja um mundo cada vez mais longe do meu.
Porque eu cresci e já não acredito nestes sonhos...


Sem comentários:

Enviar um comentário